Revista de Ciências Militares - Vol. VII, N.º 2

Editorial

Com a publicação do presente número da Revista de Ciências Militares (RCM), o Instituto Universitário Militar (IUM) fortalece a divulgação da investigação que tem sido realizada internamente e em parceria, em matéria da segurança e defesa, editando seis artigos de reconhecida mais-valia científica, enquadrados em duas áreas das Ciências Militares.

De forma concreta, apresentam-se cinco investigações na área do Comportamento Humano e Saúde em Contexto Militar:

– Contributos para a implementação do ensino a distância na modalidade b-learning no Instituto Universitário Militar;

– A parentalidade em contexto militar: um estudo na Força Aérea Portuguesa;

– Movimentos pendulares: relação com a motivação, produtividade e comprometimento dos militares da Força Aérea Portuguesa;

– Perceção dos pilotos da Força Aérea para os comportamentos de risco no voo

– A criação da medicina militar como subespecialidade médica.

Com referência à área dos Estudos de Segurança Interna e dos Fenómenos Criminais, é aduzido o estudo subentendido ao tema: O papel da GNR face às novas ameaças do terrorismo: o policiamento comunitário na prevenção da radicalização Jihadista.

Congratulo os autores e subscrevo, a todos os leitores da RCM, votos de agradável e profícuo leitura.

Tenente-general Manuel Fernando Rafael Martins

Comandante do IUM

Artigos

Contributos para a Implementação do Ensino a Distância na Modalidade de b-Learning no Intituto Universitário Militar

Resumo

O presente artigo pretende propor contributos, que possam auxiliar na implementação do ensino a distância na modalidade b-learning no Instituto Universitário Militar. Neste sentido, identifica-se como objeto de estudo, o ensino a distância na modalidade b-learning, em particular na procura de contributos para a sua implementação. A metodologia seguida está assente num raciocínio indutivo através de uma estratégia de investigação qualitativa consubstanciada num desenho de pesquisa comparativo ou multicaso (Brasil e Espanha), que assentam na interpretação de dados recolhidos por pesquisa documental clássica. O estudo realizado demonstra que o ensino a distância na modalidade b-learning pode ser implementado no Instituto Universitário Militar. De igual modo, a investigação conclui que a adoção dos contributos apresentados para a implementação do EaD, permitirá a modernização do ensino e aprendizagem, possibilitando deste modo, uma maior rentabilidade no que diz respeito aos recursos humanos, materiais e financeiros

Palavras-chave

b-learning, e-learning, tutorial, qualidade, certificação e benchmarking.

Autor(es) (*)

Avatar Carlos Miguel Coelho Rosa Marques da Silva
Avatar Eduardo Pedro Ramos Bento
Avatar José Martins Borges
Avatar Luís António de Almeida Júnior
Avatar Robson Daniel Ribeiro Lima
 411 | 136
A Parentalidade em contexto Militar: Um Estudo na Força Aérea Portuguesa

Resumo

A parentalidade é sentida como o papel de vida mais complexo e desafiante de um adulto, comportando diversas mudanças. A relação entre as dimensões familiar e profissional tem sido estudada em diversos contextos, verificando-se importante conciliar ambas na otimização do desempenho e aumento do bem-estar pessoal. Uma temática pertinente na sociedade em geral, e mais ainda em contexto castrense, face às idiossincrasias da condição militar. É, assim, objetivo deste estudo analisar a parentalidade e a sua associação com a perceção da relação trabalho-família, numa amostra de 514 militares da Força Aérea (369 pais e 145 não-pais). Alicerçado numa metodologia de raciocínio dedutivo, assente numa estratégia de investigação quantitativa e num desenho de estudo de caso, recolheram-se os dados através de questionários, focados nos estilos parentais e na relação trabalho-família (Perceção de Suporte Organizacional à Família e Conflito Trabalho-Família). Pelos resultados concluiu-se que os militares: sobretudo mães, privilegiam o estilo parental Democrático; percecionam uma acentuada exigência por parte da organização, quanto à separação trabalho-família; afetos à área operacional, sentem que o tempo dedicado ao trabalho pode contribuir para o conflito na relação trabalho-família; parecem perceber os filhos como uma espécie de “fonte” atenuadora do stress sentido em contexto de trabalho.

Palavras-chave

Parentalidade; Estilos Parentais; Relação Trabalho-Família; Suporte Organizacional; Conflito Trabalho-Família; Contexto Militar Aeronáutico.

Autor(es) (*)

Avatar Cristina Paula de Almeida Fachada
Avatar Soraia Jamal
 416 | 145
Movimentos Pendulares: Relação com a Motivação, Produtividade e Comprometimento dos Militares da Força Aérea Portuguesa

Resumo

Diariamente os militares da Força Aérea realizam movimentos pendulares de modo a movimentarem-se entre a sua residência e o seu local de trabalho e no percurso inverso. Mas a que custo? Este estudo, analisa os movimentos pendulares e a sua relação com a motivação, produtividade e comprometimento, com base numa amostra de 790 militares da Força Aérea no ativo ou na situação de reserva na efetividade de serviço (673 do QP e 117 do RV/RC). Alicerçado numa metodologia de raciocínio dedutivo, assente numa estratégia de investigação quantitativa e num desenho de estudo de caso, recolheram-se os dados através de questionário, focado na caracterização dos movimentos pendulares, no absentismo e presentismo, na motivação no trabalho e no comprometimento organizacional. Dos resultados obtidos, concluiu-se que: o absentismo aumenta com a distância percorrida e o tempo gasto em viagem, e diminui com a melhoria das condições do percurso; as condições do percurso têm um efeito positivo na motivação intrínseca e motivação resultante da identificação com o trabalho; a distância percorrida e tempo gasto em viagem influenciam a motivação externa; as más condições do percurso têm um efeito negativo no comprometimento afetivo e a distância percorrida influenciam negativamente o comprometimento afetivo e normativo.

Palavras-chave

Movimentos Pendulares; Motivação; Produtividade; Comprometimento.

Autor(es) (*)

Avatar Nuno Alberto Rodrigues Santos Loureiro
Avatar Sónia Cristina Dias Farinha Cerqueira
 375 | 118
Perceção dos Pilotos da Força Aérea para os Comportamentos de Risco no Voo

Resumo

O sector aeronáutico tem protagonizado uma acentuada evolução, com assinalável redução na taxa de acidentes, continuando, ainda assim, a afigurar-se crucial o estudo desta matéria, considerando que grande parte das causas dos acidentes estão relacionadas com falha humana, como seja erro de perceção dos pilotos. Esta temática reveste-se de extrema importância para a Força Aérea (FA) que, sintónica com a demais indústria aeronáutica, encara esta problemática com grande seriedade, apostando na promoção de uma cultura de segurança e na formação, de excelência, ministrada aos seus pilotos. Pelo referido, foi objetivo deste estudo analisar a perceção de risco e o comportamento de segurança em voo dos pilotos da FA, numa amostra de 103 oficiais pilotos aviadores (53,7% do universo). Baseado numa metodologia de raciocínio dedutivo, alicerçada numa estratégia de investigação quantitativa e num desenho de pesquisa de estudo de caso, os dados foram recolhidos através de dois questionários, traduzidos para português e adaptados para o contexto da FA pelo autor. Os resultados revelaram que, apesar das diferenças de médias verificadas entre grupos com diferentes experiências operacionais, a generalidade dos pilotos da FA avalia o risco de forma homogénea e ajustada, e denota uma positiva (auto)confiança e orientação para a segurança.

Palavras-chave

Perceção, Risco, Comportamento/atitude de Segurança, Aviação.

Autor(es) (*)

Avatar Cristina Paula de Almeida Fachada
Avatar Pedro Gonçalo Roque Diniz
 400 | 131
A Criação da Medicina Militar como Subespecialidade Médica

Resumo

A Medicina Militar possui características específicas que a individualizam relativamente às restantes áreas do conhecimento médico. Este trabalho tem como objetivo principal propor ferramentas catalisadoras à criação da Medicina Militar como uma diferenciação técnico-profissional. Para tal, recorreu-se a uma metodologia de raciocínio de tipo indutivo, de acordo com uma estratégia de investigação mista, seguindo um desenho de pesquisa do tipo “estudo de caso”. Em termos de resultados, concluiu-se que a formação complementar em Medicina Militar em Portugal tem lacunas, principalmente ao nível da medicina de emergência e trauma. Verificou-se, ainda, que o modelo mais adequado para a certificação da Medicina Militar é a Competência pela Ordem dos Médicos, e que uma formação teórico-prática estruturada e completa constitui-se como um fator essencial para a certificação técnico-profissional em Medicina Militar. Como áreas principais a incluir num programa de formação em Medicina Militar, certificado como competência, foram elencadas: Advanced Trauma Life Support; Tactical Combat Casualty Care; Trauma Tático / Medicina Tática; Gestão do Stress; Medicina Tropical / Viajante; Medicina de Catástrofe; Medicina Ambiental; Medicina Nuclear, Biológica, Química e Radiológica; Evacuações Médicas; Formação em Emergência e Trauma; Classificação e Seleção; Juntas Médicas; Economia, Gestão e Liderança em Saúde.

Palavras-chave

Certificação, Diferenciação técnico-profissional, Formação Complementar em Medicina Militar, Medicina Militar, Saúde Militar.

Autor(es) (*)

Avatar Ana Raquel Amaral Rebelo
Avatar Francisco José Ferreira Rosa
Avatar Joaquim Dias Cardoso
Avatar Maria João Pereira de Oliveira
Avatar Sara Filipa Bordelo Dias Grazina
 402 | 125
O Papel da Guarda Nacional Republicana face às Novas Ameaças do Terrorismo: O Policiamento Comunitário na Prevenção da Radicalização Jihadista

Resumo

A radicalização e recrutamento de indivíduos por parte de grupos terroristas, como o Daesh, é um problema securitário atual e global, sendo a prevenção da radicalização jihadista fundamental para a evitar que os jovens enveredem pelo terrorismo e impedir o aparecimento de uma nova geração de terroristas. Esta investigação tem como objeto de estudo o policiamento comunitário efetuado pela GNR, sendo objetivo geral analisar a forma como a GNR, através do policiamento comunitário, pode contribuir para prevenir a radicalização jihadista. Assim, analisou-se o posicionamento da GNR no Sistema de Segurança Interna, no âmbito da prevenção do Terrorismo, explicou-se os processos de radicalização, descreveramse programas europeus de prevenção da radicalização e analisou-se o papel do policiamento comunitário enquanto medida de prevenção de fenómenos criminais. A metodologia utilizada assenta no raciocínio indutivo, apoiado numa estratégia qualitativa, baseando-se a recolha de dados na análise documental de fontes nacionais e europeias e no recurso à técnica de entrevista. Concluiu-se que o policiamento comunitário desenvolvido pela GNR resulta numa inigualável capacidade de recolha e produção de informações, essenciais para detetar e sinalizar situações concretas de radicalização, não sendo consensual que a prevenção da radicalização se possa constituir como um programa específico de policiamento comunitário.

Palavras-chave

Guarda Nacional Republicana, Terrorismo, Radicalização, Prevenção, Policiamento Comunitário.

Autor(es) (*)

Avatar Gonçalo Nuno Silva Gonçalves de Carvalho
Avatar Ricardo Filipe da Silva Cortinhas
 406 | 137

(*) NOTA: A ordem alfabética de apresentação dos autores pode não corresponder à ordem formal que se encontra no artigo.