ERASMUS

Estratégia de Internacionalização do Instituto Universitário Militar

 

A politica de Internacionalização do Instituto Universitário Militar (IUM) abrange a cooperação e o intercambio cultural, cientifico, pedagógico e técnico com instituições congéneres estrangeiras, com especial aproximação aos países de língua oficial portuguesa, dos países europeus e dos países aliados. A internacionalização desenvolve-se à custa de parcerias estratégicas de âmbito cultural, científico, pedagógico e técnico com instituições congéneres estrangeiras, com especial destaque para o ensino superior militar e policial.

É objetivo do IUM desenvolver relações estratégicas de modo a dinamizar, aprofundar e diversificar a cooperação com outros estabelecimentos de ensino superior, militares e civis, internacionais, estabelecendo parcerias no âmbito do ensino e da investigação, em particular em áreas em que possuímos conhecimento único e privilegiado, contribuindo para a aproximação entre os povos e as instituições.

A estratégia de Internacionalização do IUM passa por 5 Linhas de Ação (LA).

LA 1. Mobilidade de Alunos – Fomentar parcerias com escolas internacionais de forma a que militares dos três ramos das Forças Armadas e da Guarda Nacional Republicana possam ter uma maior oferta formativa. Para além da oferta formativa existente no IUM implementar o ensino em língua inglesa com vista à captação de alunos internacionais.

LA 2. Mobilidade de Professores – Continuar a proporcionar aos seus professores a maior exposição às diversas culturas. A estratégia atual passa por desenvolver parcerias com instituições congéneres de países amigos e aliados. Esta mobilidade de professores permite de igual modo aumentar a visibilidade e a projeção do IUM como um centro de ensino de excelência.

LA 3. Parcerias internacionais na Investigação – Participar em programas de investigação e outros de interesse para o IUM, em parceria com instituições estrangeiras conceituadas, promovendo também a mobilidade de docentes e discentes.

LA 4. Afirmação internacional – Participar e promover atividades, enquanto membro efetivo da International Society of Military Sciences, potenciando a visibilidade e afirmação internacional do IUM entre as instituições congéneres estrangeiras.

LA 5. Cooperação Técnico Militar - Continuar a Cooperação Técnico Militar com os países amigos numa perspetiva de valorização académica do ensino e da investigação, incrementando o ensino pela entidade apoiada, afirmando o papel do IUM na assessoria de acompanhamento e supervisão, e potenciando o papel do IUM enquanto entidade tutelar de processos de obtenção de créditos para graus académicos reconhecidos na União Europeia.

 

 

O Comandante

Manuel Fernando Rafael Martins

TGEN PILAV

 

Erasmus Charter

Visit lbetting.co.uk how to sing-up at ladbrokes